Onde armazenar seus bitcoins?

Entenda o que é uma carteira de bitcoins e como escolher o modelo mais adequado para as suas necessidades.

Onde armazenar seus bitcoins?
Imagem por Andrea Natali via Unsplash

É por meio de uma carteira de criptomoedas que você poderá interagir com seus bitcoins. A carteira permite o recebimento e a realização de pagamentos, consultas ao seu saldo, acesso às suas chaves privadas, entre diversas outras funcionalidades. Portanto, é necessário que você crie sua carteira de bitcoins assim que decidir que irá começar a investir no criptoativo.


Mas dentre tantas opções, qual utilizar? Existem diversos tipos de carteiras de criptomoedas, projetadas para funcionar em plataformas distintas. Cada modalidade de wallet oferece vantagens e desvantagens em relação aos outros tipos. Neste artigo iremos abordar os principais tipos de carteras:



  1. Desktop Wallet:


A Desktop Wallet é o primeiro tipo de carteira de criptomoedas criada. Mesmo 11 anos após a criação do Bitcoin, ainda é um meio escolhido para armazenamento de criptoativos, apesar cada vez mais perdem espaço para as mobile wallets, que oferecem menos funcionalidades mas maior praticidade.


As Desktop Wallets são instaladas no seu computador ou notebook, e existem modelos para sistemas operacionais diferentes.

Interface da Desktop Wallet Exodus.


Pontos positivos:

  • Mais funcionalidades: o ambiente desktop permite com que os usuários possam ter total controle sobre seus fundos e desfrutar de todas as funcionalidades de uma carteira de criptomoedas, incluindo funções avançadas geralmente não presentes em mobile wallets, como criar um QR code de recebimento de uma quantia específica, ou utilizar o Replace-By-Fee (RBF).
  • Possibilidade de ser um node da rede: algumas carteiras desktop permitem com que os usuários rodem um full node da blockchain, sendo possível com que o usuário contribua com a rede e verifique suas próprias transações.


Pontos negativos:

  • Suscetibilidade à vírus e malwares: dentre todas as opções de carteiras, a desktop wallet é a modalidade que mais está suscetível ao ataque de vírus, malwares, e hackers - no entanto este risco diminui bastante no macOS.
  • Baixa praticidade em relação à carteiras mobile: por ser necessário o uso de um computador ou notebook para acessá-las, as desktop wallets podem não ser a opção ideal para quem realiza pagamentos e transferências fora de casa ou do local de trabalho. Desktop wallets também possuem barreiras para a leitura de QR codes.


Desktop Wallets recomendadas: Electrum, BitPay, Exodus, Atomic Wallet.


Vale mencionar a desktop wallet do Bitcoin Core, a primeira carteira de Bitcoin criada pelo próprio Satoshi Nakamoto. Para funcionar, a carteira do Bitcoin Core precisa obrigatoriamente rodar um full node. Isto consome recursos de armazenamento e banda larga. Não é recomendado optar por esta carteira caso você não tenha experiência prévia com criptomoedas. Para mais informações sobre rodar um full node, clique aqui.



  1. Mobile Wallet


As mobile wallets são um segmento de carteiras que vem crescendo bastante nos últimos anos. O crescimento é impulsionado, principalmente, graças à praticidade oferecida pelas mobile wallets - que rodam no smartphone - aliado a um ótimo grau de segurança (superior às desktop wallets, mas não tão elevado quanto às paper e hardware wallets).



Interface da mobile wallet Blockchain.



Pontos positivos:

  • Alta Praticidade: dentre todos os tipos de carteira, é o que oferece maior praticidade, permitindo com que pagamentos sejam feitos em instantes, em qualquer lugar. Basta ter o aplicativo da mobile wallet instalado em seu smartphone.
  • Leitura de QR code: é possível utilizar as mobile wallets para realizar transferências e pagamentos por meio da leitura de QR codes, tornando o procedimento de fazer uma transferência mais rápido e fluído.


Pontos negativos:

  • Risco de perda: o dano ou a perda do smartphone pode resultar na perda dos fundos caso não tenha sido feito backup da chave privada.
  • Funções limitadas: mobile wallets geralmente não oferecem tantas funcionalidades quando comparadas com as desktop wallets. No entanto, as funções que não estão presentes nas mobile wallet normalmente são funcionalidades avançadas que não afetam o usuário comum.


Mobile wallets recomendadas: Electrum, Mycelium, Blockchain, Edge, Bitcoin Wallet, Coinomi.



  1. Hardware Wallet


As hardware wallets são soluções físicas para o armazenamento de bitcoin e outras criptomoedas. A grande vantagem deste tipo de carteira em relação aos outros é o elevado grau de segurança das hardware wallets.


Ao manter as chaves privadas da carteira em um ambiente offline, as hardware wallets conseguem proteger os seus fundos mesmo que o dispositivo no qual a carteira esteja conectada esteja infectado por vírus e malwares. Para que hackers consigam ter acesso aos bitcoins armazenados em uma hardware wallet, seria necessário o roubou da hardware wallet em si, que ainda pode ser protegida por um código PIN.


É possível criar um backup das suas chaves privadas e recuperá-las em caso de perda da hardware wallet, no entanto a perda da carteira sem o backup adequado resultará na perda dos seus fundos.


Hardware wallet Ledger Nano X


Pontos positivos:

  • Segurança: é o método mais seguro para armazenamento de criptomoedas, especialmente em grandes quantidades.


Pontos negativos:

  • Preço: diferente das carteiras digitais, que podem ser geradas gratuitamente, é necessário comprar uma hardware wallet.
  • Baixa praticidade: é necessário plugá-la e um dispositivo para transacionar seus fundos, havendo barreiras para o uso mobile. Não é uma boa opção para quem faz pagamentos frequentes, de pequeno valor.
  • Risco de perda: a perda do dispositivo sem ter realizado o backup adequado pode tornar os fundos irrecuperáveis.


Hardware Wallets indicadas: Ledger e Trezor.



  1. Paper Wallet


A paper wallet é uma forma simples, porém eficaz para o armazenamento de bitcoins, desde que o usuário não esteja procurando por uma carteira que permita fazer pagamentos e transferências de bitcoins. A paper wallet serve somente para armazenamento. Caso o usuário deseje sacar seus bitcoins ou fazer um pagamento, deverá importar a paper wallet em uma carteira virtual.


Paper wallets são criadas por geradores próprios, que utilizaram dados aleatórios para a criação da carteira. Após gerar a carteira, é disponibilizada uma imagem contendo a chave pública e privada da sua carteira. Esta imagem deverá ser impressa em um papel. A chave pública será o endereço de recebimento dos seus bitcoins, e a chave privada deverá ser mantida em segredo para sacar seus bitcoins da paper wallet.


É altamente recomendável que o dispositivo seja desconectado da internet no processo de geração da sua paper wallet.


Paper Wallet de Bitcoin contendo a chave pública à esquerda e a chave privada à direita.


Pontos positivos:

  • Segurança: se criado corretamente e utilizando um gerador confiável, é um dos métodos mais seguros para armazenamento de criptomoedas.
  • Gratuito: sua paper wallet pode ser criada utilizando geradores gratuitos, de código aberto. O único custo será o custo da impressão.


Pontos negativos:

  • Inadequada para gastar / transferir bitcoins: a paper wallet é uma ótima opção para armazenar bitcoins, mas não é muito efetiva quando se fala em fazer pagamentos e transferências. Para sacar seu saldo da paper wallet será necessário importar a sua carteira para um meio digital. Isso pode ser feito inserindo suas chaves privadas no campo “importar carteira” de uma mobile ou desktop wallet. Não é seguro resgatar parcialmente os fundos de um paper wallet, por isso é recomendado que, no caso de saque, a integralidade dos fundos seja retirada da paper wallet.
  • Risco de perda: devido ao fato da paper wallet ter a chave privada dos bitcoins impressa, a perda, furto ou roubo da paper wallet significa a perda dos seus fundos.215


Geradores de Paper Wallets indicados: Bit Address.

Ainda está em dúvida sobre qual carteira utilizar? Este teste do Bitcoin.org pode te ajudar a escolher!

continue lendo...